Voltar ao Início
Menu Principal
Voltar ao Início
Regulamentos da APAMTC
Desenvolvimento Profissional Contínuo
Formação
Contactos
Legislação sobre Acupunctura e MTC

      Nacional
      Internacional

Sugestões

Sites

Livros

Notícias
Nº Visitas
Visitantes: 385067
"Eu bem vos avisei..." Imprimir E-mail

EU BEM VOS AVISEI...
ELES CONTINUAM A “ CIENTIFICAR “ POR AÍ !!!
                         

por Capitão de Mar e Guerra Araújo Brito

Pois é.
No texto que para este site escrevi para nos unirmos em torno da Associação, fiz aviso de que ainda não desaparecera o perigo de ofensiva de certas franjas da Medicina Convencional, normalmente associados ao cientismo racionalista de Escolas comportamentalistas, fenomenologistas, estruturalistas, etc.
Estava eu, Domingo passado, a trabalhar e ao mesmo tempo a ouvir um programa de hora nobre, almoço, da Antena 1, em que era entrevistado o Dr. Nuno Lobo Antunes acerca de um Centro de apoio para crianças com problemas comportamentais existente em Cascais.
Até prestava alguma atenção ao que era dito, porque me satisfaziam os resultados obtidos e gostava da forma como o Dr. Lobo Antunes ia, duma forma alegre e simples, falando da experiência do Centro, gargalhando de quando em vez no convívio com a apresentadora do Programa.
Até que, fiquei em suspenso.
A apresentadora perguntava o que o ilustre clínico pensava das “Medicinas Alternativas“ e da sua participação no tratamento das crianças.
- Que dirá este agora – pensei eu ?
Esperei uma resposta inteligente do tipo “não me comprometa“ ou qualquer coisa do género. Mas não.
Para o ilustre Dr. as “alternativas“ deixavam de o ser se comprovadas cientificamente. Ou seja, “agarra-as se te convierem, passam a ser tuas “.
Que não, que o que faltava era a componente afectiva dos médicos, incapacitados de o poderem fazer, pelo número de doentes que tinham que ver num determinado tempo. Além disso, as pessoas em desespero “compravam“ tudo o que lhes era oferecido em esperança de obterem resultados impossíveis.
Insistiu o ilustre clínico no termo “compra” da Medicina.
Isso perdoo-lhe. Esteve muito tempo na América como clínico e nós sabemos como é a “venda” médica americana. O contágio é fácil!
Também lá estive, mas ia vacinado !!!
A entrevistadora, que não sei se tinha ou não aquelas perguntas ensaiadas com o ilustre clínico, (lembram-se do que me tinha acontecido e a outros representantes da Medicina não convencional, quando entrevistados?) então pergunta-lhe se o caso era o mesmo para a Medicina Chinesa.
O ilustre Dr. foi peremptório. Não era científica a Medicina Chinesa.
Até na América tinham reconhecido válida uma terapêutica usada pelos chineses com base num determinado produto, (que não consegui ouvir bem o que era, arsénico?), assim, levaram-na para os laboratórios, deram-lhe o devido tratamento “científico” e agora, pasme-se, é um produto laboratorial utilizado com toda a segurança pela farmacopeia ocidental !
De resto não havia prova científica da validade.
(Ah ! chineses burros que a tinham, a usavam e a não cientificavam, digo eu, para alegria dos laboratórios ocidentais e dos srs. Drs.!).
Alguns amigos telefonaram-me logo.
- Ouviste aquilo ?!
- Pois é, não é científica a tua Medicina !!!
- Mas, ouve lá. (claro que eu já estava a “rosnar “ com as piadas)
   É ou não verdade que há uma data de médicos a querer fazer uma pós-graduação  
   em Acupunctura ?
- E não é também verdade que está proposta a Medicina Tradicional Chinesa para património intangível da Humanidade ? Vi isso no “Expresso”.
- Não é verdade que todos os países mais civilizados aceitam a MTC/Acupunctura como uma Medicina com a mesma validade que a Ocidental ?
- Não é verdade que a prova mais científica da tua Medicina é a da sua utilização por milhões de ocidentais, América incluída ?
- E o paradigma ?
- E a Física Quântica ?
- Então porque é que aquele “gajo” “manda aquelas bocas “ ?
(Desculpe-me ilustríssimo Dr. mas é a transcrição do que me disseram).

Calei-me, meus caros colegas. Eles não sabiam, mas eu tinha-vos avisado.
Restava-me a consolação da retirada sistemática do mercado de “produtos científicos” que matavam ou que fortemente prejudicavam quem os tomasse.
Como eram “científicos “ o ilustre clínico não falou deles.
Mais, o seu passado na América, deve ter informado completamente o distinto e afamado clínico do que era a Medicina Tradicional Chinesa, de que há muitos anos se processa investigação, com base na metodologia ocidental, e que os resultados francamente positivos são reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde.
Se assim não aconteceu, como se permitiu criticar ?
Dos profissionais da nossa Associação não ouviu, aquele senhor,  críticas à Escola a que pertence, mas que haja ao menos uma certa elegância europeia no trato entre aqueles que com formação semelhante (“a sua ciência, sr. Dr., não é melhor do que a minha, lá porque a minha tem os olhos em bico e é amarela.” Não sou, nem racista nem xenófobo e fui formado em métodos científicos universitários iguais aos seus) procuram melhorar a saúde da Humanidade, umas vezes com “compras” outras “oferecendo”.
Vale dizer como Pessoa : Valete Fratres!

< Anterior   Seguinte >
Destaques

Bolsa de emprego

Login
Nome de Utilizador

Password

Lembrar
Perdeu a Password?
Favoritos
 Adicionar aos Favoritos
 Definir como Homepage